• FORTES DE SANTA MARIA E SÃO DIOGO


    Localização:
    Salvador - Bahia

    Data do projeto:
    2016

    Área construída:

    479,75m² + 680,74m²


    Programa:

    O Forte de Santa Maria foi alvo recentemente de um profundo trabalho denominado Diagnóstico do Fortim de Santa Maria, bem como as prospecções preliminares e Anteprojeto de Restauração e Conservação no ano de 2009. Estes estudos embasaram o Projeto de Revitalização, Restauração e Acessibilidade, com adaptação do Forte para abrigar um espaço cultural, realizado em 2014, pelo arquiteto Sidney Quintela, para a Prefeitura Municipal de Salvador.

    O Forte de São Diogo encontrava-se em boas condições de conservação, carecendo de reparos por desgaste natural do tempo e problemas decorrentes do uso cotidiano. O objetivo principal foi recuperar e adequar às instalações existentes e projetar um espaço aberto ao público, onde a estrutura física atual e o espaço criado para exposição destaquem ainda mais o atrativo turístico do local.

    Fazendo parte do complexo da Barra de Salvador, junto ao forte de Santo Antônio, ambas as intervenções tiveram como proposta aumentar e diversificar o polo cultural e turístico no porto da Barra, um dos mais importantes da cidade. O espaço Pierre Verger da Fotografia passou a funcionar dentro do Forte Santa Maria, com imagens produzidas por profissionais baianos, com destaque do fotógrafo e etnógrafo que dá nome ao espaço. O Forte São Diogo abriga hoje o Espaço Carybé de Artes, um centro tecnológico de referência da vida e obra do artista.

    Fotografia: Nilton Souza